O Município

Dados do município

Dados do município/localização

Fundação: 05/02/1898
Emancipação Política: 05 DE FEVEREIRO
Gentílico: massapeense
Unidade Federatíva: Ceará
Mesoregião: Noroeste Cearense
Microregião: Sobral
Distância para a capital: 244,00

Dados de características geográficas

Área: 567.780,00
População estimada: 39044
Densidade: 6.159,00
Altitude: 83
Clima: semi-árido
Fuso Horário: UTC-3
Um município não se desenvolve de um momento para outro. Para se desenvolver, torna-se necessário o trabalho de seus habitantes durante muitos anos.

O povoado de Massapê começou a se desenvolver com a passagem da estrada de ferro, ligando Sobral a Comocim há mais de cem anos atrás. Moradores das terras vizinhas e dezenas de cearenses que voltaram ricos da Amazônia (onde tinham ido explorar a borracha), estabeleceram-se aqui e foram construindo casas residências e comerciais.

Em pouco anos, o povoado foi transformado em município com o nome de Vila da Serra Verde, sendo que dois anos depois voltou a se chamar Massapê por força da vontade da população.
Distrito criado com a denominação de Serra Verde, pelo ato provincial de 04-02-1882 e ato provincial de 04-02-1882, subordinado ao município de Santana.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Serra Verde, pela lei estadual nº 398, de 2509-1897, desmembrado de Santana. Sede no núcleo de Massapê. Constituído do distrito sede. Instalado em 05-02-1898.

Pela lei estadual nº 540, de 10-08-1899, a vila de Serra Verde passou a denominar-se Massapê.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, a vila já denominada Massapê é constituído do distrito sede.

Elevado a condição de cidade, com a denominação de Massapê, pela lei estadual nº 1408, de 27-08-1917.

Pelo decreto nº 193, de 20-05-1931, o município de Massapê adquiriu o extinto município de Palma, como simples distrito.

Pelo decreto estadual nº 1156, de 04-12-1933, são criados os distritos de Acarau-Mirim, Pitombeiras e Remédio e anexados ao município de Massapê.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município aparece constituído de 6 distritos: Massapê, Acarau-Mirim, Palma, Pitombeiras, Remédios e São José dos Alcantaras.

Pelo decreto estadual nº 192, de 20-09-1935, desmembra do município de Massapê o distrito de Palma. Elevado à categoria de município.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído de 5 distritos: Massapê, Acarau-mirim, Pitombeiras, Remédios e São José dos Alcantaras.

Pelo decreto-lei estadual nº 448, de 20-12-1938, o distrito de São José dos Alcantaras passou a denominar-se simplesmente Alcântara, Pitombeiras a denenominar-se Senador Sá e Acarau-Mirim a denominar-se simplesmente Mirim.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 5 distritos: Massapê, Alcântaras ex-São José dos Alcantaras, Mirim ex-Acarau-Mirim, Remédio e Senador Sá ex-Pitombeiras.

Pelo decreto-lei estadual nº 1114, de 30-12-1943, o município é constituído de 5 distritos: Massapê, Alcântaras ex-São José dos Alcântaras, Mirim ex-Acarau-Mirim, Remédios e Senador Sá ex-Pitombeiras.

Pelo decreto-lei estadual nº 1114, de 30-12-1943, o distrito de Remédio passou a denominar-se Tuínas e o distrito de Mirim a denominar-se Ipaguaçu.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 5 distritos: Massapê, Ipaguaçu ex-Mirim, Senador Sá e Tuína ex-Remédios.

Pela lei estadual nº 1153, de 20-11-1951, desmembra o município de Massapê o distrito de Alcantaras. Para formar o novo município de Meruoca e o distrito de Ipaguaçu é extinto, sendo seu território anexado ao distrito sede de Massapê. Sob a mesma lei acima citado é criado o distrito de Padre Linhares ex-povoado e anexado ao município de Massapê.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 4distritos: Massapê, Padre Linhares, Senador Sá e Tuína. Pela lei estadual nº 3763, de 23-08-1957, desmembra do município de Massapê o distrito de Senador Sá. Elevado categoria de município. Pela lei estadual nº 3923, de 25-11-1957, é criado o distrito de Aiuá ao município de Massapê. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 4 distritos: Massapê, Aiuá, Padre Linhares e Tuína. Pela lei estadual nº 6802, de 25-11-1963, é criado o distrito de Mumbaba e anexado ao município de Massapê. Pela lei estadual nº 6889, de 13-12-1963, desmembra do município de Massapê o distrito de Padre Linhares. Elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 4 distritos: Massapê, Aiuá, Mumbaba e Tuína. Pela lei estadual nº 8339, de 14-12-1965, o município de Massapê adquiriu o extinto município de Padre Linhares, como simples distrito. Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 5 distritos: Massapê, Aiuá, Mumbaba , Padre Linhares e Tuína.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 18-VIII-1988.

Pela lei municipal nº 279, de 07-04-1991, é criado o distrito de Tangente e anexado ao município de Massapê.

Pela lei municipal nº 293, de 21-10-1991, é criado o distrito de Ipaguaçu e anexado ao município de Massapê.

Em divisão territorial datada de 31-VI-1995, o município é constituído de 7 distritos: Massapê, Aiuá, Ipaguacu, Mumbaba, Padre Linhares, Tangente e Tuína.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Alteração toponímica municipal

Serra Verde para Massapê alterado, pela lei estadual nº 549, de 10-08-1899.

Fonte: IBGE (https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ce/massape/historico)
Os principais eventos culturais são as festas dos padroeiros: Nossa Senhora Perpétuo Socorro e São Francisco.
De acordo com o IBGE, Massapê, além do Distrito-Sede, conta atualmente com outros 6 distritos: Padre Linhares, Aiuá, Tangente, Mumbaba, Tuina e Ipaguaçu-Mirim.
Hidrografia e recursos hídricos
As principais fontes de água são os rios: Acaraú e Tucunduba, Riacho Caranguejo e Açude Acaraú Mirim (atualmente com 46 milhões m³). Existem dois principais rios totalmente ou essenciamente localizados no município: Rio Contendas e Rio Raiz (Rio do Canto). Todos eles nascem em regiões de relevo mais elevado no noroeste, como Serra da Meruoca e região de Aiuá. O Rio Contendas é o que tem seu percurso atravessado pela cidade, infelizmente com alto nível de poluição, provindos do esgoto de córregos e tubulações de esgoto estourada, mas durante o período de estiagem a cota laminar d'água é próxima a zero. Os Rios Contendas e Raiz desembocam no Açude Acaraú Mirim (o quino maior reservatório da Bacia do Vale do Acaraú, perdendo apenas para os açudes Araras - Varjota; Taquara - Cariré; Ayres de Sousa - Sobral; e Edson Queiroz - Santa Quitéria), cujo vertedouro remete suas águas para o Rio Acaraú. Nos últimos anos a capacidade hídrica vem sofrendo uma queda na capacidade devido às erosões ocasionadas na margens de rios e represas, tornando-os cada vez mais raso. Nisso se torna fundamental a dragagem. Outro problema sério é o acentuado estado de degradação das margens dos corpos lóticos do município, que com mata ciliar desmatada ou pouco significante, acabam aumentando o estado de sedimentação do leito, o que pode interferir nas enchentes no período chuvoso intenso

Hino

Filha dileta dos sertões do norte
Terra mimosa ,hospitaleira e boa
A fama do teu nome não destoa
Da beleza selvagem do teu porte.

Esbeltos carnaubais doou-te a sorte,
Cinge-te o colo o campo onde revoa
A passarada que em teu trino entoa
A ti um preito de afeição mais forte.

Tuas ruas espaçosas e alinhadas,
Tuas praças risonhas e animadas,
A Meruoca que a teus pés se inclina.

O teu povo gentil e delicado,
Tudo isto forma um todo aprimorado
Com um certo ar que o viajor fascina.

Brasão


Bandeira


Qual o seu nível de satisfação com essa página?


Muito insatisfeito

Um pouco insatisfeito

Neutro

Um pouco satisfeito

Muito satisfeito